A paz no futebol é fundamental para que se mantenha viva a paixão pelo esporte e o retorno do prazer de torcer por nossos clubes e a alegria ver nossos craques jogarem bola. Somente a valorização da cultura pela paz será capaz de promover o respeito entre todos os indivíduos que fazem o espetáculo em campo e nas arquibancadas. A Paz é para todos, é construção de todos. A paz não se consagra somente pelo combate à violência, mas pelo sentimento de solidariedade e na harmonia entre jogadores

A imagem do futebol no Brasil, especialmente das torcidas organizadas, passa por um momento de grande desconfiança. Os efeitos materiais e psicológicos advindos de conflitos gerados pela intolerância, pela impaciência e por outras formas de violência vêm se transformando, a cada dia, em uma verdadeira aversão por todos os amantes do esporte.

A manutenção do comportamento indevido e injustificado de membros das torcidas organizadas, de agentes de segurança, de organizadores do futebol espetáculo e da mídia poderá desencadear e perpetuar ao longo das gerações, no decorrer do tempo, o abominável ciclo da violência.

Precisamos, de maneira cada vez mais urgente, nos engajar na construção coletiva da Paz.

Nos comprometemos a participar e divulgar as ações e práticas aqui sugeridas no intuito de desenvolver em conjunto uma nova cultura nos campos e trazer uma nova realidade, realidade de paz, respeito e humildade!

Deus abençoe à todos!